Flagelo Urbano: “Rap perdeu qualidade e ganhou mais quantidade”

Flagelo Urbano: “Rap perdeu qualidade e ganhou mais quantidade”

1
51
0
Terça-feira, 31 Julho 2018
Noticias
Gostou? Partilha com amigos

O hip-hop angolano, actualmente, está como em qualquer parte do mundo, “perdeu muito em qualidade e ganhou mais em quantidade”, pelo que quase todo mundo faz rap, considerou Flagelo Urbano. O rapper fez esta observação ontem, aquando da apresentação do álbum V.A.L.O.R.E.S de MCK, no Chá de Caxinde, em Luanda, considerando, por isso, que ao contrário de o estilo ser como um jardim com muitas flores onde cada um colhe a que gostar, há poucos artistas que fazem rap com qualidade, embora as pessoas tenham outras preocupações que não se podem julgar.

Em declarações a Radio Sem Anestesia, a fonte afirmou que a nova obra musical de Masta K, que será vendida a 5 de Agosto próximo, no Cine Trivoli, propõe um conjunto de temas que caracterizam os valores pouco debatidos na sociedade, não só monetários, mas também éticos e morais. “O próprio nome diz tudo, “V.A.L.O.R.E.S”, este álbum contraria um pouco a norma, porque o K nos traz uma abordagem completamente diferente que é a questão dos valores que têm sido pouco debatidos na nossa sociedade, não só valores monetários, mas também éticos, morais, respeito, solidariedade e a justiça social”, disse, acrescentando, para além de a obra ser densa, do ponto de vista temático e abrangente, “gravita em todas as situações sociais da vida que carecem de abordagem, mas, é ao mesmo tempo um álbum inclusivo, na medida em que o K viaja em torno das questões de valores, falando das pessoas que carecem de maior atenção, de pessoas com deficiência. É um álbum muito extrovertido e responsável acima de tudo”, continuou.

Questionado se alguma vez já pensou em se afastar do país para viver noutro, Sambala respondeu francamente não ver motivo para esta transição, uma vez que luta para uma Angola melhor. “Eu nunca pensei em me afastar do país, se calhar no limite faria isto, mas não vejo motivo para deixar Angola. Eu amo este país, por isso, luto por ele”, revelou.

Leia também:  CMC prepara Mixtape “Angolan Choppers”

Gostou? Partilha com amigos

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.