“Deixem-nos rimar em paz”, protesta MCK

“Deixem-nos rimar em paz”, protesta MCK

2
91
0
Quinta-feira, 02 Agosto 2018
Noticias
Gostou? Partilha com amigos

O rapper MCK denunciou hoje a Administração do Distrito Urbano da Ingombota, por conta da solicitação do “Visto Cultural” para a realização do concerto de lançamento do novo álbum VALORES, a 05 de Agosto, considerando abusiva a forma como são tratados. Faltando apenas 3 dias para a realização do evento, por essa razão, MC K exige justiça, imparcialidade e igualdade de tratamento.

“Deixem-nos Rimar em Paz. Família, decidi tornar público a forma abusiva como estamos a ser tratados pela Administração do Distrito Urbano da Ingombota, demos entrada da nossa solicitação a 02 de Julho, e até então, têm nos dado rodeios com exigências sem quaisquer fundamentos jurídicos ou administrativos, sobre o débil argumento que a “carta não convence o Administrador…”, escreveu o também activista cívico no Facebook.  O mesmo acrescentou que “em pleno desrespeito aos princípios da legalidade, Prossecução do Interesse Público, Imparcialidade e igualdade de tratamento, exigem-nos uma lista de coisas que não tenho memória de ter apresentado ou ser exigido anteriormente algum artista, banda musical, ou produtor de eventos, uma vez não havendo nova lei desde último Concerto realizado 06 de Maio, no Cine Atlântico”, continuou.

Segundo a fonte, ontem, tomou conhecimento que a Sala do Evento, recebeu uma Vistoria da Fiscalização para efeitos de averiguação da licença de eventos, e estado estético e técnico do espaço. Assim sendo, garante que a sua equipa tem em posse documentos de igual natureza, entregues a referida Administração e nenhum deles apresenta igual grau de exigências. “Novo paradigma, velhos hábitos, lembro que fomos impedidos de realizar o Concerto Ikopongo nos mesmos moldes, Novembro de 2016. Embora tenha enviado a última carta com conhecimento do Governador da Província e da Presidente da Comissão Administrativa de Luanda. Estou farto de ser “maltratado” pelo Regime angolano”, desabafou.

Leia também:  Rap Crespo, de MCK, já tem vídeo

Para a realização do concerto a Administração exige: Quantidade de Decibéis, Nome das Empresas de segurança privada, Som e Luz, Plano de Emergência do Concerto, Tabela Programática do Evento, e inscrição dos Artistas do Elenco na Cultura.


Gostou? Partilha com amigos

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.