MCK: “Ser rapper não exige assumir um atestado de pobreza”

MCK: “Ser rapper não exige assumir um atestado de pobreza”

2
166
0
Quinta-feira, 02 Agosto 2018
Noticias
Gostou? Partilha com amigos

O ativista cívico MCK entende que ser rapper não exige assumir um atestado de pobreza, afirmando, por isso, que o homem não nasceu para viver na miséria. MC K fez esta observação durante o evento de apresentação do álbum V.A.L.O.R.E.S, que será vendido e autografado dia 5 deste mês, no Cine Tivoli, em Luanda, tendo deixado claro que quem reclama por uma condição melhor de vida não está a pedir um atestado de pobreza.

“Se eu digo abaixo a corrupção é para exigir melhoria na distribuição daquilo que é a renda nacional, a máxima de justiça, paz e liberdade traduzida na vida de cada pessoa”, disse, acrescentando que “nunca se deve ter um atestado de pobreza, mas devemos, sim, responsabilizar quem desvia a coisa pública”, continuo. A nova obra musical que conta com 17 faixas musicais e a participação, só para citar, de MC Cabinda, Flagelo Urbano, Kool Klever, Eline Frazão e Azagaia, propõe mudança, inclusão social, transparência e melhor distribuição do bem público, como forma de garantir a estabilidade social, económica e política do país.

Segundo o rapper, a escolha do título “V.A.L.O.R.E.S” surge em função das transformações profundas que Angola viveu e conhece actualmente, não só a guerra que mais esvaziou as vidas humanas e a corrupção, mas também a falta de transparência e mal gestão da coisa pública. “Estes anos todos de desgovernação o que perdemos de verdade são valores, não somente monetários, mas também muitos valores morais, integridade, honestidade, o valor da nossa história, cultura, o respeito, a transparência, o reconhecimento do outro que te ajuda a viver. Devemos debater estes valores, os que roubaram têm que devolver estes valores”, expressou.


Gostou? Partilha com amigos
Leia também:  Estreia primeiro programa de Hip-Hop voltado ao mundo da produção

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.